Com políticas sólidas de sustentabilidade, a Br Goods valoriza e acredita no trabalho da Mariana

A principal função do Engenheiro Ambiental é realizar o diagnóstico e avaliação dos problemas ambientais, bem como, propor e gerenciar soluções. A poluição dos rios e do ar, o descarte do lixo e o aquecimento global, integram esse rol de problemas e faz com que profissão permita a atuação em uma gama variada de áreas, como gerenciamento de resíduos sólidos, remediação de áreas contaminadas, controle e tratamento de efluentes, eficiência energética e preservação de recursos, entre outras.

marianaMariana Ferraz tem 25 anos, é solteira e exerce o cargo de Analista de Inovação e Conhecimento em seu trabalho diário na Br Goods. Formada pela USP – Campus São Carlos, foi lá que ela aprendeu a atuar na verificação dos impactos ambientais dos processos produtivos, principalmente a partir da substituição de matérias primas. “O desafio é imenso, porque não queremos só fazer o necessário, mas levamos em consideração as questões internas e externas, envolvendo stakeholders, como fornecedores e clientes. Apesar disso, é muito bom poder atuar em uma empresa que está em crescimento, pois é o momento perfeito para enraizar essa cultura que valoriza o meio ambiente”, explica.

Mariana entrou na Br Goods em 2016, mas conta que a ideia de implantar uma gestão ambiental surgiu em 2014, através de uma matéria sobre sustentabilidade que sensibilizou a sócia fundadora. “Os programas começaram com conceitos básicos, como a eliminação de desperdícios e reciclagem, e atualmente já se estendem para a análise e desenvolvimento de produtos mais sustentáveis”.

A partir daí, cada vez mais a empresa vem se preocupando com os impactos em seu processo produtivo como um todo, tendo recentemente iniciado um estudo que visa conhecer e selecionar até mesmo os fornecedores mais responsáveis ambientalmente.

Já o mercado de trabalho para profissionais como a Mariana vem se abrindo. A maior demanda é na indústria, mas existe também em consultorias especializadas em gerenciamento de resíduos sólidos ou remediação de áreas contaminadas.

Felizmente, a consciência dos brasileiros tem evoluído com relação à preservação ambiental. Até os Jogos Olímpicos tiveram um grande papel nesta questão, ao dar a devida importância à sustentabilidade. “Com isso, acredito que o tema ficará ‘em alta’ por um tempo e poderá trazer uma evolução ainda maior para os brasileiros, levando-os a mudanças de atitudes em prol da preservação do planeta” ressalta a engenheira.

Atualmente, existem muitos prêmios para as indústrias e empresas que desenvolvem ações de sustentabilidade, já que elas aumentam a confiança das partes interessadas e melhoram o relacionamento com clientes, órgãos ambientais e comunidades. Ter uma produção mais sustentável pode ser estratégico, já que ela trará garantia de que a empresa estará adequada às legislações ambientais, além de benefícios econômicos por meio da redução dos custos de produção.

Mariana conta que o assunto está “em moda” e por isso, muitas pessoas preferem optar por produtos ambientalmente menos impactantes, como já é muito frequente na Europa. Porém, muitas vezes os compradores se inibem pelos preços mais elevados que estes produtos costumam ter. E explica: “As empresas que conseguirem reduzir seus impactos e chegar a preços competitivos, como é o nosso ideal, vão se destacar no mercado futuramente, pois entregarão pelo mesmo preço, um produto com valor ambiental agregado”.

A Br Goods detém a certificação de gestão ambiental, a ABNT NBR ISO 14001, que garante que o comprometimento da empresa com o meio ambiente se traduza em um sistema formalizado. Assim, procedimentos adequados são tomados para reduzir os impactos ambientais, além de assegurar a revisão constante do processo produtivo e atuação contínua na melhoria de seu desempenho. “Uma das nossas principais iniciativas em 2016 é a medição da Pegada de Carbono dos produtos e o início da preocupação com a gestão das emissões de carbono”, finaliza.

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES
Pesquisa do Instituto Akatu sobre a valorização do consumo consciente pelos brasileiros:

http://www.akatu.org.br/Temas/Consumo-Consciente/Posts/Mais-bem-informado-consumidor-brasileiro-valoriza-mais-a-sustentabilidade-que-o-consumismo

Texto de autoria da Mariana que esclarece a atual situação do mercado de trabalho para a área ambiental:

https://www.linkedin.com/pulse/os-jovens-e-carreira-na-sustentabilidade-mariana-ferraz?trk=pulse_spock-articles)

Vídeo interessante sobre a pegada de carbono:

http://www.p22on.com.br/2016/06/29/gestao-de-emissoes-de-carbono/